Outubro tem roteiros de fé!

Em outubro, a força dos destinos brasileiros da fé está voltada para as grandes celebrações, ponto alto da programação religiosa do país. Neste mês estão programadas pelo menos 49 romarias, círios, procissões, peregrinações e missas.

Entre os grandes momentos de religiosidade no país, estão as festas de São Francisco de Assis, cujo centro de romarias é Canindé (CE), localizada a 110 km de Fortaleza. A cidade tem a segunda maior romaria Franciscana do mundo, com um milhão de fiéis por ano. Eles percorrem até esta quinta-feira (4), Dia de São Francisco, mais de cento e vinte quilômetros debaixo do forte sol até chegar ao maior santuário franciscano das Américas.

Além do complexo do santuário, formado pela basílica e pela praça dos romeiros, o turista poderá conhecer a estátua de São Francisco com 30 metros de altura e sua vista panorâmica, o museu de São Francisco e o zoológico dedicado ao santo protetor dos animais.

O feriadão de 12 de outubro coincide também com o Círio de Nazaré, em Belém (PA), realizado sempre no segundo domingo de outubro, quando a cidade chega a reunir mais de dois milhões de fiéis. A celebração religiosa dura duas semanas e está para os paraenses assim como o Natal para o restante do Brasil. De tão significativa e simbólica, a festa da padroeira da Amazônia foi reconhecida pela Unesco como patrimônio imaterial da humanidade.

No Sudeste, Aparecida do Norte (SP) é amplamente conhecida pelo Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, segundo maior do mundo, atrás apenas da Basílica de São Pedro, no Vaticano. A Basílica de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, é considerada também o maior santuário mariano do mundo. Maior espaço religioso do país, com 143 mil m² de área construída, recebe mais de 12 milhões de romeiros por ano, entre turistas e excursionistas.

A passagem do turista pelo santuário inclui visita ao Nicho de Nossa Senhora Aparecida, uma capela com 37 metros de altura onde está a imagem encontrada por pescadores no rio Paraíba do Sul (SP) em 1717; e também à Sala das Promessas, ao Memorial da Devoção, ao Museu, ao campanário com 13 sinos e ao mirante no 18º andar, de onde se tem uma visão privilegiada do rio e da Passarela da Fé. Outro atrativo é o passeio nos bondinhos aéreos, com extensão de 1.170 metros, até o Morro do Cruzeiro.